Rua Marechal Floriano, 797 - Centro - 87130-000 - Paraná - IVATUBA

Sade

Entre na luta contra a hansen?ase

Sábado, 25 de janeiro de 2014

Última Modificação: // | Visualizada 473 vezes


Ouvir matéria

Como parte das ações que marcam o Dia Nacional da Luta contra a Hanseníase, no próximo domingo (26), o Ministério da Saúde lançou recentemente uma campanha educativa dirigida à população e aos profissionais de saúde. Com slogan "Hanseníase tem cura", a campanha orienta os profissionais de saúde a identificar os sinais e sintomas da doença visando o diagnóstico precoce. Entre na luta, conheça a doença:

 

O que é?
A Hanseníase é uma doença infecto contagiosa, crônica de grande importância para a saúde pública devido à sua magnitude e seu alto poder incapacitante.

Quais os sinais e sintomas?
- Manchas esbranquiçadas, avermelhadas ou amarronzadas em qualquer parte do corpo com perda ou alteração de sensibilidade;
- Área de pele seca e com falta de suor;
- Área da pele com queda de pêlos, especialmente nas sobrancelhas;
- Área da pele com perda ou ausência de sensibilidade;
- Sensação de formigamento (Parestesias) ou diminuição da sensibilidade ao calor, à dor e ao tato. A pessoa se queima ou machuca sem perceber.
- Dor e sensação de choque, fisgadas e agulhadas ao longo dos nervos dos braços e das pernas, inchaço de mãos e pés.
- Diminuição da força dos músculos das mãos, pés e face devido à inflamação de nervos, que nesses casos podem estar engrossados e doloridos.
-Úlceras de pernas e pés.
- Nódulo (caroços) no corpo, em alguns casos avermelhados e dolorosos.
- Febre, edemas e dor nas juntas.
- Entupimento, sangramento, ferida e ressecamento do nariz;
- Ressecamento nos olhos;
- Mal estar geral, emagrecimento;
- Locais com maior predisposição para o surgimento das manchas: mãos, pés, face, costas, nádegas e pernas

Como se transmite?
A transmissão se dá por meio de uma pessoa doente que apresenta a forma infectante da doença (multibacilar - MB) e que, estando sem tratamento, elimina o bacilo por meio das vias respiratórias (secreções nasais, tosses, espirros), podendo assim infectar outras pessoas suscetíveis. O bacilo de Hansen tem capacidade de infectar grande número de pessoas, mas poucas pessoas adoecem, porque a maioria apresenta capacidade de defesa do organismo contra o bacilo.

Como confirmar o diagnóstico?
O diagnóstico da hanseníase é basicamente clínico, baseado nos sinais e sintomas detectados no exame de toda a pele, olhos, palpação dos nervos, avaliação da sensibilidade superficial e da força muscular dos membros superiores e inferiores. Em raros casos será necessário solicitar exames complementares para confirmação diagnóstica.

 

Identificados os sintomas, procure a Unidade Básica de Saúde de Ivatuba e inicie o tratamento. O telefone para contato é: (44) 3273-1531.

Fonte: http://www.sesa.pr.gov.br/modules/conteudo/conteudo.php?conteudo=2799

 Galeria de Fotos

 Veja Também