Rua Marechal Floriano, 797 - Centro - 87130-000 - Paraná - IVATUBA

Evento

Integrantes da Secretaria de Meio Ambiente partici

Domingo, 08 de março de 2015

Última Modificação: // | Visualizada 809 vezes


Ouvir matéria

Integrantes da Secretaria de Meio Ambiente participaram nessa sexta-feira (06) na Biblioteca Cidadã de Dr. Camargo da reunião do Comitê Intermunicipal Ribeirão Paiçandu Sustentável – CIRPS. A reunião contou com a presença do Prefeito de Dr. Camargo Sérgio Borges, da Vice-prefeita de Ivatuba Simone Gonzales, do Secretário de Meio Ambiente de Paiçandu Fernande Fernandes e de integrantes do Comitê.

Além da oficialização do convite às entidades ambientais governamentais e não-governamentais para integrarem o CIRPS, na reunião foi tratado sobre as ações que devem ser tomadas pelo CIRPS para os próximos meses, entre elas ações de sensibilização dos proprietários de lotes de terra às margens do ribeirão sobre a necessidade da preservação da mata ciliar, medidas de controle da qualidade e quantidade dos efluentes lançados pelas indústrias, bem como manejo integrado de pragas e doenças nas lavouras que incentivem a redução da utilização de agrotóxicos.

O Comitê é composto por representantes dos quatro municípios banhados pelo Ribeirão Paiçandu, Paiçandu, Maringá, Dr. Camargo e Ivatuba e foi montado com o intuito de realizar ações que objetivam a conservação do Ribeirão Paiçandu. Afluente do Rio Ivaí, o Ribeirão Paiçandu nasce em Maringá e serve como limite territorial entre Maringá e Paiçandu e entre Ivatuba e Dr. Camargo. Dos seus 45Km de extensão, aproximadamente, 15Km divide Maringá e Paiçandu e 30Km Dr. Camargo e Ivatuba. Suas margens são ocupadas por algumas indústrias, loteamentos e propriedades rurais, porém as áreas agricultáveis representam a grande maioria da extensão às margens do corpo hídrico, fato que requer atenção para evitar problemas como contaminação, assoreamento e diminuição da vazão.

Diante de tal complexidade, a necessidade de participação de instituições competentes que possam auxiliar com ações que viabilizem a almejada conservação do ribeirão como Emater, Sanepar, Copel, Adapar e as empresas júniores AgroJr e Bioesa da Uem e Unicesumar, respectivamente compõem o grupo de entidades convidadas a integrar o CIRPS.

 

Fonte: Assessoria Municipal de Imprensa

 Galeria de Fotos

 Veja Também